Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2011

O Novo Transporte Carioca

Imagem
Por Marlon Câmara

Um meio de transporte altenativo surge no Rio de Janeiro. Foi inaugurada hoje, dia 28 de outubro, a primeira estação do Projeto Bike Rio, realizado pela Prefeitura do Rio em conjunto com a empresa Serttel, e parceria com o Banco Itaú. Para prestigiar o evento de abertura, estiveram presentes o apresentador Luciano Huck, um dos idealizadores do projeto, o presidente da Serttel, Angelo Leite, o vice-presidente executivo do Itaú Unibanco Zeca Rudge e o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes. A triatleta Fernanda Keller foi a apresentadora da cerimônia.

A ideia do Projeto, segundo Luciano Huck, surgiu em uma viagem sua com a familia para a Europa. "Essa ideia eu tive no ano passado quando viajei com a Angélica e as crianças e pude perceber como eles utilizam a bicicleta por lá. Quando retornei, liguei para o prefeito e falei, 'temos que fazer um projeto igual a esse aqui no Rio'. Ele gostou da ideia e disse que eu só precisava conseguir um apoio financeiro …

Prêmio Rio Sociocultural 2011

Imagem
Estão abertas as inscrições para o Prêmio Rio Sociocultural 2011, uma iniciativa do RIOSOLIDARIO e do Instituto Cultural Cidade Viva (ICCV), com o apoio do SEBRAE/RJ que pretende divulgar e premiar iniciativas socioculturais no Estado do Rio de Janeiro. Podem participar do concurso instituições públicas, organizações não-governamentais e iniciativas pessoais ou de grupo, contanto que possuam sede no Estado do Rio e realizem ações capazes de gerar crescimento social, bem comum para a população local, autoestima das comunidades, trabalho, renda, cidadania e fortalecimento da identidade cultural fluminense.

Os 10 primeiros colocados serão premiados com a quantia de R$ 3.000,00, sendo que desses, os cinco melhores receberão mais R$ 5.000,00, totalizando um prêmio de R$ 8.000,00 para as cinco melhores ações escolhidas. Além disso, haverá também uma premiação a cinco Pontos de Cultura escolhidos pelo Comitê Técnico, que receberão um diploma e um notebook cada.

As inscrições são gratuitas e …

Os três dias de Immaculée no Brasil

Imagem
Por Marlon Câmara
Immaculée Ilibagiza é sobrevivente do genocídio de Ruanda, ocorrido em 1994, e autora do livro “Sobrevivi Para Contar”, na qual revela sua história. Ela foi convidada a se apresentar no Brasil pelo grupo Silvia Aquino, em parceria com o Instituto Ekloos. Immaculée chegou ao Rio de Janeiro na manhã do dia 10 de outubro. Ainda pela manhã, a ruandesa pôde acompanhar uma missa realizada no Corcovado pelo bispo Antônio Augusto e pelo padre Jorge Luiz Neves Pereira da Silva, mais conhecido como padre Jorjão. Do Cristo, Immaculée se dirigiu à casa do executivo Olavo Monteiro de Carvalho, que lhe ofereceu um almoço como presente.
A chegada ao teatro Oi Casa Grande se deu no meio da tarde, e Immaculée se dirigiu ao seu camarim, onde permaneceu descansando, até um pouco antes da apresentação.
Mas antes da aparição da palestrante, teve início no Teatro a performance emocionante da Banda Filarmônica do Rio de Janeiro, que apresentou a Abertura da Ópera "O Guarany", de Ant…

Sobreviveu Para Emocionar

Imagem
Por Marlon Câmara
Não é fácil imaginar a experiência de ser vítima de um genocídio, como o ocorrido em Ruanda em 1994. Mais difícil ainda é realizar a existência de um sobrevivente que, mesmo tendo perdido a família e os amigos por uma causa inadmissível, tenha perdoado a todos. É o caso de Immaculée Ilibagiza, escritora do livro “Sobrevivi Para Contar”, que esteve no teatro Oi Casa Grande no dia 10 de outubro para apresentar a sua história e transmitir sua mensagem de vida, a convite do Grupo Silvia Aquino com a colaboração do Instituto Ekloos.
Como se a presença da ruandense não fosse emocionante por si só, sua fala foi precedida pela apresentação da Banda Filarmônica do Rio de Janeiro, que em uma bela performance de O Guarani, abriu o evento para as mais de mil pessoas presentes na ocasião.
Immaculée, ao iniciar sua palestra, deixou clara a felicidade que sentia por estar no Brasil, dizendo ser um sonho realizado e que, aqui, ela se “sentia em casa”. E, assim, falou sobre sua históri…

Immaculée Ilibagiza no Brasil

Imagem
Immaculée Ilibagiza nasceu em Ruanda em 1972 e ainda estava em seu país em 1994, quando ocorreu o massacre que deixaria mais de 1 milhão de inocentes mortos. Ela sobreviveu a tudo, se apegando à sua fé e na esperança de resistir ao genocídio. A ruandesa passou 91 dias dentro de um banheiro minúsculo com outras sete mulheres, enquanto tomava conhecimento de que já havia perdido praticamente toda a sua família.
A sua história está presente na autobiografia “Sobrevivi Para Contar” e nas palestras que realiza pelo mundo, para transmitir a sua vontade de viver e o perdão conferido a todos aqueles que a fizeram mal. Immaculée estará no Brasil entre os dias 10 e 12 de outubro para apresentar a sua trajetória e seu exemplo de vida. As palestras acontecem gratuitamente no Teatro Oi Casa Grande, no Rio de Janeiro, no dia 10, às 19h e em São Paulo, no Teatro da Universidade Católica de São Paulo (TUCA), no dia 11 em dois horários, às 10h30 e às 19h30.
A ruandesa virá ao Brasil a convite do Grupo …