Curso do Instituto Ekloos sobre Cultura Colaborativa e Modelos de Gestão


Nos dias 21 e 22 de julho o Instituto Ekloos realizou mais um curso para formação para 86 gestores sócio culturais do Rio de Janeiro no MAR – Museu de Arte do Rio. O tema escolhido foi: Cultura Colaborativa e Modelos de Gestão. O curso foi realizado através de uma parceria entre o Instituto Ekloos e a Fundação Getúlio Vargas e patrocinado pela Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro.

Foto: Participaram do Curso 86 gestores sociais do Rio de Janeiro

A fundadora do Instituto Ekloos, Andréa Gomides, fez a abertura do curso comentando sobre a importância da gestão nos projetos sociais e da atuação colaborativa entre as organizações. “Cada organização tem um perfil de atuação, conhecimentos específicos e complementares com diversos outros projetos. A atuação colaborativa é muito importante, pois fortalece a atuação e principalmente em momento de crise, pode ser uma opção para redução de custos”, afirma Andréa Gomides.

 
Foto: Andréa Gomides - Presidente do Instituto Ekloos



O novo Secretário Municipal de Cultura do Rio de Janeiro, Junior Perim, também esteve presente e estimulou as organizações a repensarem suas atuações, adequando as necessidades territoriais do momento, considerando a inovação: "Nós temos a responsabilidade de adequar nossas ações com os desafios do desenvolvimento e a construção dos territórios simbólicos”, diz Junior Perim.

Foto: Junior Perim - Secretário Municipal de Cultura do Rio de Janeiro

Os dois dias de curso foram divididos nos temas sobre a Cultura Livre, com a professora Gabriela Agustini e Estado e Politicas Culturais com a professora Lia Calabre. O conteúdo foi rico e motivou a plateia a uma ampla discussão sobre os temas apresentados. Durante o curso o Instituto Ekloos disponibilizou quadros colaborativos, em um dos quadros as organizações colocavam suas necessidades e no outro o que poderiam oferecer. Foram dezenas de post-its colados e muitas parcerias fechadas.

Foto: Quadros colaborativos

Silvana Bahia contou sobre os bastidores dos projetos Kbela e AfroFlix que foram desenvolvidos de forma colaborativa. O Kbela, filme lançado no Odeon, foi produzido sem patrocinadores e com uma equipe de mais de 80 pessoas que compartilharam seus conhecimentos e conseguiram finalizar uma produção de sucesso. É possível trabalhar de forma colaborativa.

Foto: Silvana Bahia - Kbela e AfroFlix

O encerramento ficou por conta do Quarteto de Cordas da Escola de Música da Rochinha, que é um dos projetos apoiados pelo Instituto Ekloos. Outras ações culturais também aconteceram durante o evento, como a produção e o desfile de turbantes.

Foto: Quarteto de Cordas da Escola de Música da Rocinha

 
Foto: Preparação e Desfile de Tubantes


O Instituto Ekloos realiza diversos cursos como este. O próximo está previsto para setembro e as informações ficam disponíveis no site do Instituto Ekloos: www.ekloos.org



Postagens mais visitadas deste blog

Dicas para definir o Objetivo Geral e Objetivos Específicos de um projeto

Passo a passo: Como criar uma ONG